Transferência de milhas? Agora pode!

Agora você já pode transferir sua milhas para quem quiser. É isso ai! Transferir, dar, doar, ajudar ou como quiser chamar. Só pra lembrar, antigamente só era possível emitir com suas milhas uma passagem para você ou para uma passagem para outra pessoa, mas não era possível transferir suas milhas para terceiros e nem mesmo somar os seus pontos com os de outra pessoa.

Agora, o Smiles criou a transferência de milhas. Você pode doar para quem você quiser. Para isso, basta que o favorecido tenha uma conta Smiles e tenha um CPF válido. Vou dar um exemplo:  Se tiver faltando apenas 2.000 milhas para você viajar e um amigo quiser te dar, ele  pode fazer isso sem nenhum problema. Burocracia zero. Ótimo!!! Show de bola!!!

O programa Smiles afirma que o processo é bem simples. Basta entrar na sua conta e clicar no menu Produtos Smiles > Transferir Milhas. Simples assim!!! Lembrando que você deve ter em mãos os dados de quem você irá transferir.

Mas, estava tudo muito fácil, não estava? Bom demais para ser verdade. Então, aí vem a ducha de água fria… Cada milha transferida custa 0,03 centavos de real. A transação poderá ser paga em parcelas de até 3 vezes sem juros. Esse preço é promocional. Imaginem quando começarem a cobrar pra valer?

No exemplo acima, na transferência de 2.000 milhas para um terceiro, seriam gastos 60 reais. Um valor razoável. Num outro exemplo, na transferência de 20 mil milhas (valor de uma passagem para qualquer lugar da América do Sul) seriam gastos 600 reais. Praticamente o valor da passagem para o seu destino. E, claro, ninguém seria bobo ao ponto de pagar 600 reais pela transferência de 20 mil milhas, pois ainda é permitido emitir uma passagem usando as mesmas 20 mil milhas em nome de uma outra pessoa, de forma totalmente gratuita. Então, vamos ficar espertos, pois só vai valer a pena transferir pequenas quantidades de milhas. Atenção para isso!

Então, aí vai a dica de ouro: Simule sempre o preço da passagem sem o uso das milhas, como se você fosse pagar por ela, e depois faça o cálculo do mesmo trecho pagando pela transferência das milhas (parcial ou total) e veja o que vai pesar menos no seu bolso. Aí, sim, tome a sua decisão e boa viagem!

smiles

Seja o primeiro a comentar.

Deixe uma resposta

Back to top