Gôndolas de Veneza, uma tradição de família

Que as gôndolas são o símbolo de Veneza  ninguém duvida. Mas, você sabia que a profissão de gondoleiro é passada de família para família, quase que de uma forma hereditária? Só se pode ser um gondoleiro se houver alguém em sua família que atue nesta profissão. Interessante, não é mesmo?

Atualmente, existem aproximadamente 450 gôndolas em Veneza. Curiosamente, apenas uma delas é operada por uma mulher. Sim, juro! Uma única mulher herdou a profissão de seu pai e só conseguiu ser uma gondoleira após ser aprovada em um exame para que pudesse exercer a profissão. Isso mesmo, além de ser uma tradição, o pretendente a gondoleiro ainda deve fazer provas para atuar no novo “cargo”. Alexandra Hai, este é o nome da única mulher gondoleira, que teve que repetir por três vezes o exame até ser aprovada e, assim mesmo, lutou por quase uma década para conseguir ser aceita, pelo simples fato de ser mulher. E, ainda sim, foi super mal vista pelos demais homens gondoleiros. Puro preconceito. Atacada diversas vezes por vândalos, sua gôndola teve que ser reparada inúmeras vezes. Isso fez com que ela criasse uma carapaça de uma mulher  fechada e brava. Os homens locais continuam achando que essa profissão deveria ser apenas exercida apenas por eles. Recentemente uma outra mulher conseguiu entrar para o seleto grupo, por ter pais, tios e irmãos na mesma profissão. Já Alexandra luta sozinha, uma vez que sua herança foi dada pelo seu pai, já falecido, e não há mais ninguém de sua família na profissão. Para andar de gôndola com Alexandra é preciso estar hospedado no hotel Albergo San Manuele,  pois somente hóspedes de lá podem andar com ela.

Foto:caprichosvenezianos.blogspot.com.br

Foto:caprichosvenezianos.blogspot.com.br

Foto: panoramadajanela.wordpress.com/

Foto: panoramadajanela.wordpress.com/

A luta da mulher por direitos iguais continua em todo o mundo!

Vamos que vamos mulherada!!!!

 

Seja o primeiro a comentar.

Deixe uma resposta

Back to top