Aconteceu comigo 4

Numa viagem, eu fui, encontrar com Pierre (meu marido) na Itália onde ele estava jogando pela seleção Brasileira de Beach Soccer (ele foi goleiro da seleção por 9 anos), aproveitando a passagem dele e, com minhas milhas acumuladas, fomos visitar a sua madrinha que mora alguns meses do ano lá. Eu não sabia nenhuma palavrinha de italiano ou espanhol e me virava num inglês muito meia boca. Lá fui eu sozinha, daqui do Brasil pra lá, encontrar com o meu marido, que como eu disse, já estava na Europa jogando com o Brasil! De Varig (faz tempo, hein?) saindo do Galeão direto para Milão (naquele aeroporto gigante), sozinha, eu tinha ainda que desembarcar e procurar por um guichê aonde estaria meu novo bilhete para Sardenha, meu destino final. Assim que saltei, fui rapidamente buscar minhas bagagens na esteira. Fiquei esperando por quase 1 hora e nada delas… Nem as minhas e nem as de ninguém…. Uma demora incrível. Eu só tinha 2 horas para fazer tudo, retirar a passagem em um lugar e embarcar em outro. Agora faltava apenas 1 hora para eu fazer tudo isso. Sem pestanejar, saí no desembarque sem as bagagens. Subi, procurei o balcão correto, enfrentei a fila e retirei a minha passagem. Voltei para tentar entrar pela porta do desembarque do voo que cheguei para buscar as minhas bagagens. Claro, fui barrada! Sem entender e nem falar nadica de Italiano fui submetida ao raio-X, cachorros farejadores e mais um monte de coisas… E o tempo, passando! Me liberaram e quando consegui retirar as bagagens, pegar a passagem e fazer o check-in do voo local, já haviam se passado 2 horas e 20 minutos. Fui a última a embarcar na aeronave! Todos me olhavam com uma cara muito brava. Acho que me chamaram pelos alto-falantes do aeroporto muitas vezes… Kkkkk. Por fim, embarquei e deu tudo certo! Lembrando, fiz tudo isso sem falar nada de nada, niente mesmo, de Italiano. Quanta coragem!!! Rsrs

Foto: Blog dicas da Gisa

Foto: Blog dicas da Gisa

Seja o primeiro a comentar.

Deixe uma resposta

Back to top