Um cheirinho de primavera no ar | Blog da Anette

Um cheirinho de primavera no ar

DSCN5871

Setembro chega com promessas de muitas novidades.

O meu jardim aguarda um novo morador, que deve nascer antes do início da primavera no hemisfério sul. A mamãe rolinha escolheu um lugar ariscado para construir o seu ninho. Parece pouco seguro. Muito perto dos nossos olhares curiosos. Observo, cautelosa, sem interferir no curso natural da vida.
Quando começa a ventar, meu coração fica aos pulos, temendo pelo futuro da familinha. Até agora esta tudo bem.

Algumas sementes de girassol já começaram a germinar, aumentando a minha expectativa de receber a primavera com muitas flores no jardim. A chuva da última semana de agosto destruiu o canteirinho de couves e tomates. Uma pena. Tenho que semear novamente Afinal, não posso desistir do meu projeto da horta doméstica.

Me comprometo com mais uma causa em favor do meio ambiente. Separar o lixo reciclável do lixo orgânico. Há um bom tempo utilizo as cascas e folhas de legumes para adubar o jardim. Decidir cuidar do destino das embalagens, caixas e afins. Tem que lavar, secar e levar até as caixas coletoras. Infelizmente não temos coleta seletiva em Vitória. Percebo que as caixas coletoras estão sempre vazias. Acho que há pouca mobilização da população capixaba em prol da iniciativa, diga-se de passagem, extremamente trabalhosa, mas que rende benefícios para o planeta e para os catadores. Não custa nada ajudar, não é?

Prometi voltar a consumir a minha gororoba matinal. Liquidifico beterraba, cenoura, couve, suco de laranja, uma lasquinha de gengibre, folhinhas de salsa, açúcar mascavo e pólen ( prometo explicar o pólen em breve). A gororoba é parte integrante da força tarefa para melhorar a anemia. A taxa da minha ferritina esta baixa e isso não é bom. O cansaço já começou a dar sinais, sem falar na queda de cabelos e unhas quebradiças. Tenho que consumir mais feijão e carne vermelha. Não gosto muito de comer carne. Tenho um nojinho, sem falar das questões que envolvem a crueldade com os animais. Sei que a anemia não esta diretamente relacionada ao não consumo de carne, mas vai tentar explicar isso para D. Mariazinha?  É melhor comer calada e rezar para ela não lembrar-se dos bifes de fígado, que eu tenho pavor só de olhar.

Setembro é assim: cheio de novidades, esperanças e muitos sabores. Que venha!!!

Tags: , ,

1 Comentário to “Um cheirinho de primavera no ar”

  1. A parceira anêmica aqui engrossa o coro! Pra carne melhorar anemia só ajuda se for sangrando. Crua, cruíssima. Aí não rola meeesmo! Meu nojinho é nojão…

Deixe uma resposta