creme de leite | Blog da Anette

Tag Archives: creme de leite

Caramelitas

caramelita 2 008

Quem gosta de cozinhar e de comer vive arranjando um bom motivo para pilotar o fogão e testar novas receitas. A primeira opção é convidar amigos, mas com este calorão?, Hum. não sei não?  Procura daqui e dali e descubro que neste dia 26 de janeiro comemora-se o Dia da Gula.  Bingo !!!!  Era tudo que eu precisava – um bom, melhor, excelente motivo. ‘ Bora para a cozinha !!!

De acordo com o Dicionário Aurélio, a gula é o excesso na comida e na bebida, além de apego excessivo a boas iguarias. Na Bíblia, ela é considerada um dos sete pecados capitais.

Continue a ler →

St. Peter’s Fish defumado com lascas de amêndoas

tilapia 016

Uma passagem bíblica relata que com apenas cinco pães e dois peixes, Jesus alimentou uma multidão de cinco mil pessoas. Estudiosos acreditam que os peixes, capturados por Pedro, eram tilápias, por ser o tipo de pescado mais encontrado no Mar da Galileia, em Israel. Do “milagre da multiplicação” originou-se o termo “St. Peter’s Fish” (Peixe de São Pedro).

A tilápia é nativa da África. No Brasil, é considerada uma espécie “ invasora” e deixa os ambientalistas verdes de preocupação, afinal, apesar do sucesso indiscutível, a produção ainda esta longe de ser sustentável.

O certo é que a tilápia reúne os requisitos – bom, bonito e barato, agradando aos produtores e, principalmente, aos consumidores. Continue a ler →

Mousse de maracujá

mousse de maracuja, capeletti 123Tenho mania de guardar sementes. Sementes de maçã, de pera, de abóbora, melão, melancia, caroço de abacate, de jaca, girassol, de goiaba, de caqui. Poderia ficar um bom tempo listando minha infinita coleção de sementes. Gosto de acreditar que toda semente é uma proposta de vida, um projeto novo. Vez por outra lanço uma no jardim. Não espero um resultado prático, imediato, mas um resultado surpreendente. Foi assim com a minha goiabeira. Lancei um caroço da goiaba madura que trouxe de Santa Teresa. O milagre aconteceu sozinho. Primeiro surgiram duas folhinhas verde claro, um caule medroso. Ganhou forma, ganhou corpo e hoje é a estrela do jardim. Abriga passarinhos, uma plantinha parasita que dá flores cor de rosa, às vezes um monte de lagartas gorduchas. Presenteia-me com flores brancas delicadas e goiabas vermelhas carnudas.

Repeti o processo com uma semente de maracujá. Esta veio de um lugar mais distante. O Mercadão de São Paulo, presente do Thiago. Era um maracujá roxo, doce, perfumado.  Lancei a semente perto do muro e logo as gavinhas buscavam sustentação, emaranhando-se nas outras plantas, vencendo a grade, alastrando pelo portão. Eram tantos ramos que para transpor o portão eu precisava me espremer entre a parede e a grade. Vieram as flores, os besouros bundudos sujos de pólen e tímidos maracujás verdes!!!

Os amigos avisaram.

- Vão roubar todos!!

Torci por um destino diferente. Até que em uma manhã de sábado descobri que os maracujás haviam sumido. Imagine, roubar maracujá verde!! Não tem serventia, não tem cheiro nem sabor. Pura traquinagem ou maldade mesmo. Continue a ler →

Ravioli à Portinari

portinari ultimo 013

Um dia desses, participei de uma reunião na Cidade Alta, no Centro de Vitória. Aproveitei para dar uma passadinha no Palácio Anchieta e conferir a exposição  “Portinari na Coleção Castro Maya” com cerca de 40 obras do pintor brasileiro.

A exposição celebra o reconhecimento a uma amizade antiga entre o pintor Cândido Portinari (1903-1962), um dos maiores nomes da arte brasileira no século XX, e o mecenas e colecionador de obras de arte nacionais Raymundo Ottoni de Castro Maya.

O tempo era curto, entretanto foi suficiente para ficar apaixonada pelas obras expostas. Saí de lá feliz. Em casa, aproveitei para pesquisar um pouco sobre o menino de Brodowski . Continue a ler →