Pimentas recheadas | Blog da Anette

Pimentas recheadas

pimenta recheada 009

Mercado da Vila Rubim: não adianta fazer nariz torto. Quem mora em Vitória sabe muito bem que mais dia menos dia vai parar na Vila Rubim, um aglomerado de lojas e barraquinhas onde encontra-se tudo.

Pode reclamar da sujeira, do calorão, do cheiro forte do galpão de peixe, da garotada do crack.  Faça vista grossa e enfrente. Somente na Vila Rubim você compra cestos, flores, tapioca, vasos de cerâmica, embalagens, balas e doces, cordas de caranguejo, biscoitinho da Bahia, artigos para aniversário, urucum, coco verde, roupas, plantas medicinais, colher de pau, pano de prato, material par pescaria. Até problemas de amor tem solução na Vila Rubim , basta encomendar um kit – Trago seu amor de volta, nas diversas lojinhas de umbanda que ficam lotadas às sexta-feiras.

Permita ser contagiado pela alegria dos funcionários e da família do Sr, Luis Ribeiro. Um armazém recheado de produtos naturais: aveia, cereais integrais, feijões de todas as cores e tamanhos, milho para pipoca, grão de bico, tudo vendido a granel, de um jeito que parece que o tempo parou. Tem mariola, também!!! A galera natureba faz a festa todo sábado. Sempre tem novidades e é uma excelente oportunidade para trocar receitas.

Se ficar com fome tem caldo de cana e pastel, tem pedaços de queijo e churrasquinho de gato. Para estômagos fortes tem churrasco no açougue. Você escolhe a carne, o açougueiro pesa e vai direto para a churrasqueira. Enquanto a carne assa, você pode tomar uma cerveja gelada, espantar umas moscas e depois dividir o churrasco com alguns cachorros que moram lá. Pitoresco, não!!!   Outra opção disponível somente aos sábados, são os bolinhos de bacalhau da D. Ana Maria. A fritadeira com óleo pelando é a atração da loja Rei do Queijo. O cheiro do bolinho vai longe e tem  fila  para pagar e outra para entregar. A danada da D. Ana Maria faz um furinho quase invisível na lata de azeite. Demora para sair, você come o bolinho e o azeite ainda não escorreu. O jeito é comer outro.  Enquanto espera a sua vez, você compra azeitonas, queijos variados, requeijão, doce de leite e goiabada. As prateleiras repletas de tentações.

Se o objetivo é comprar peixe, aconselho chegar cedo. Tem dourado, pescada, camarão de todos os tamanhos, lagosta, sururu, cação ,corvina ( não  gosto ), sardinha, manjuba. Tudo muito limpo, os peixeiros lavam as pias e balcões o tempo todo, mas o cheiro e nauseante.  Na frente do galpão da peixaria há um sem número de barraquinhas vendendo coentro, cebolinha, limão, cebola – o kit moqueca. Procure a barraca do Waguinho. As bacias de produtos são caprichadas e você ganha brindes: uma abobrinha verde, um punhado de maxixes, um copo de água de coco. No último sábado, o meu brinde foi uma bacia de pimentas vermelhas, gorduchas, lindas, perfumadas, que não ardem. Na barraca do Waguinho, você encontra pimentas de todas as cores, formatos, procedências e idades. Decidi rechear as pimentas com carne moída e ficou uma delícia. Waguinho, obrigada!!

Pimentas recheadas

Ingredientes

200g de carne moída refogadinha com cebola, alho, urucum e azeite 

Pimentas gorduchas 

Prepare assim: Refogue a cebola e o alho no azeite. Junte o urucum e a carne . Frite até dourar. Acrescente um pouco e água e deixe cozinhar até ficar macia e formar um caldinho. rte uma tampinha nas pimentas, retire as sementes e recheie com a carne moída. Leve as pimentas para cozinhar no caldinho da carne, com a panela tampada. Sirva com arroz branco, salsinha picada e azeite.

 

Tags: , , , , , , ,

1 Comentário to “Pimentas recheadas”

  1. Anette, terça feira se Deus quiser irei ao mercado,comprarei as pimentas e vou experimentar fazer a receita. Achei uma ótima ideia!!!!!

Deixe uma resposta