Cookies de banana | Blog da Anette

Cookies de banana

DSCN5722
Ainda pequenos, aprendemos que é feio e não se deve ouvir a conversa alheia. Mas como obstruir as orelhas e ficar imune ao tititi à nossa volta? Fila de banco e de caixa de supermercado são uma tentação. E sala de espera de consultório médico? Se bobear, nem precisa mais da consulta. Você sai diagnosticada, medicada, conhecedora das sequelas e com o número do telefone da funerária que providenciou tudo para a tia da secretária do médico.

Balcão de farmácia, ponto de ônibus, padaria. Pode contar: tem sempre alguém entabulando um bate papo que deixar qualquer um de orelhinhas em pé.

- Lembra da Ritinha, do 401. Esta muito mal.

- Éhhhh. Puxa, parece que foi ontem que eu a vi entrando na igreja.

- Já trocou de marido. Agora …

Pronto, sou atendida e perco o final da conversa. A curiosidade corrói.

Na última quarta feira, fazia a minha peregrinação semanal feirinha de produtos orgânicos na Praça do Papa, quando, de repente, ouço. !!!!

- Nossa, fica uma delícia.

Meus Deus, o que será fica uma delícia?

- É mesmo, só leva 3 ingredientes? E dá certo?

O papo entre duas desconhecidas mexeu comigo. Num ímpeto decidi seguir as duas e descobrir sobre o que falavam.

Fui na barraca de frutas de fundo de quintal. Não tinha troco e eu quase perdi as duas de vista. Só deu para ouvir.

- Qualquer banana serve?

Meu São Lourenço, protetor dos cozinheiros, o que se faz com três ingredientes , com banana e ainda fica uma delícia? Abra meus caminhos, me mostra uma luz, nem que seja a luz do fundo do forno!!

Continuei bisbilhotando, enquanto comprava umas alfaces. Nem precisava das alfaces. Mas era a oportunidade de ficar perto das duas.

- Não, só banana nanica. Bem madura, com a casca rachando. Vamos tomar um caldo de cana?

Detesto caldo de cana e logo percebi que já estava esperando o meu copo. Três ingredientes – banana nanica rachada – delícia. Minha cabeça rodava, mas acho era uma tonteira causada pelo caldo de cana. Sempre me dá enjôos. Disfarçadamente, despejei o conteúdo na grama do canteiro.

- Não gostou? Perguntou a mais velha e mais pálida.

- Gostei, mas já bebi demais. Sou gulosa. Respondi sem graça.

- É não se deve jogar comida fora!! Falou a outra, mais gordinha. A silhueta assinalava que ela jamais jogava comida fora.

Tratei de ser simpática e gentil.

- Linda tarde. Ensolarada, um ventinho bom.

- É mesmo. Sempre tem esse ventinho.

- Você sempre vem aqui. Seu rosto parece conhecido.

-Venho sim. Respondeu a gordinha. Já se apresentando.

- Meu nome é Sandra. Mas todo mundo me chama de Sandrinha. Moro aqui perto.

- Anette. Prazer. Linda tarde. Ensolarada. Um ventinho bom. Já falei isso. Fazer o que??

- Você gosta de creme de chicória com tofu? Indagou a velhota.

- Nunca experimentei, deve ser bom. Pensei rápido e metralhei.

- Acho que vou levar umas bananas nanicas. Estão bem maduras. Pode me ajudar a escolher?

- Você vai fazer o que, com elas? Era a voz doce da Sandrinha

- Não pensei ainda. Tem alguma sugestão?

Fala, fala, fala. O que fazer com 3 ingredientes, sendo um deles banana nanica rachando e que ainda por cima fica uma delícia? Podia ouvir as batidas do meu coração.

- Que tal cookies de banana???

- Ahhh, boa idéia. Só que eu não tenho a receita. Um filme passou na minha cabeça.

- Nooossa é tão fácil. Só leva três ingredientes!!! Você não conhece???/

- É mesmo? Como assim? Três ingredientes. Respondi tentando parecer interessada sem parecer falsa. Morrendo de curiosidade. Abriu-se a caixa de Pandora.

- Menina, você vai adorar. Amasse duas bananas nanicas com um garfo. Tem que ser bem madura. Rachando a casca. Junte um pouco de açúcar. Pode ser mascavo. E um copo de aveia ( usei granola ). Faça pequenas bolinhas, coloque no tabuleiro untado e asse até dourar. Você não vai querer comer outra coisa.

Antes que pudesse responder alguma coisa, a velhota falou:

- Terminei as compras. Vamos embora!! E saiu arrastando a Sandrinha que já estava tomando lugar na fila da tapioca.

Sandrinha de meu um tchauzinho rápido.

- Te vejo na próxima quarta.

- Tá combinado. Tchau!!

Respirei fundo. Receita garantida.

Alguém cutucou meu ombro. Era uma garota de uns 20 e poucos anos.

- Desculpe, sem querer ouvi a conversa de vocês. Pode me dar a receita dos cookies banana?

A tarde caia, o ventinho era bom. Sai da feirinha com bananas maduras com a casca rachando, um pacote de açúcar mascavo e alma plenamente feliz.

DSCN5723

Ajudinhas:
Sandrinha ( troquei o nome para evitar possíveis constrangimentos. A minha ilha é muito pequena e tudo mundo se conhece )
Patchwork lindinho – presente da Mammy´s

Tags: , , , , ,

Nenhum comentário :(.

Deixe uma resposta