sobremesas | Blog da Anette

Archive | sobremesas

RSS feed for this section

Cupcake de maracujá

cupcake de maracujá 011

Por muito tempo engrossei as fileiras dos que olhavam para os cupcakes com olhos de preconceito, de rejeição e de crítica.

Achava os cupcakes meio “ metidos a besta “ , com muita massa, pouco recheio e a cobertura sempre muito gordurosa com gosto de sabão.

Felizmente tive a oportunidade de mudar de opinião. Nos últimos dias tenho pesquisado e testado algumas receitas novas, com a ajuda preciosa da minha sobrinha Mirella, que possui um talento impar para fazer brigadeiros, palha italiana, docinhos e afins.

Depois de algumas fornadas queimadas e testes com vários tipos de coberturas, caímos de amores pelo cupcake com chantilly e calda de maracujá.

Os maracujás foram colhidos no meu jardim. Mais orgânico impossível. O Nero, meu fiel vira –lata, colaborou com a ureia, os mangagás capricharam na polinização e o resultado você confere na foto. Maracujás lindos, com pouca acidez e um perfume digno da Lancôme.

maracuja, salada bl e morangos 007
Preparamos a massa seguindo a receita de bolo infalível da D. Marizinha. Uma montanha de chantilly e uma calda de maracujá fresquinhos. Precisa de mais alguma coisa?

Cupcake de maracujá

 Ingredientes

3 ovos
2 xícaras de açúcar
1 xícara leite
3 xícaras de farinha de trigo
3 colheres de sopa de manteiga
1 colher de sopa de fermento em pó

Cobertura

500 ml de creme de leite fresco

Calda

300 gr de açúcar
100 ml de água
300 gr de polpa de maracujá

Prepare assim:Bata as claras em neve. Reserve. Bata o açúcar, a manteiga, e as gemas até obter um creme fofo. Acrescente a farinha de trigo, o fermento e o leite. Bata por mais 5 minutos. Coloque 3 colheres de massa na forminha de papel que já esta na forma de alumínio ou silicone. Leve para assar em forno preaquecido a 180º por 20 minutos. Deixe esfriar para confeitar. Com uma faca faça um buraquinho no meio do cupcake com mais ou menos 2 cm de profundidade por 3cm de largura.

Em uma panela antiaderente, coloque o açúcar e a água e faça uma calda .Quando a calda estiver em ponto de fio, acrescente a polpa de maracujá e deixe ferver, mexendo de vez enquanto, até engrossar.

Prepare o creme chantilly seguindo as instruções da embalagem. Mantenha na geladeira até a hora de usar. Coloque o creme no saco de confeito com bico pitanga. Preencha o buraquinho do cupcake com o creme. Capriche na finalização formando uma montanha de chantilly. Com um colher deixe a calda fria escorrer sobre o chantilly.

Coma sem medo ser feliz.

É bom saber:
Maracujá (do tupi mara kuya, “fruto que se serve” ou “alimento na cuia”) é um fruto produzido pelas plantas do género Passiflora (essencialmente da espécie Passiflora edulis) da família Passifloracea.

O maracujá é fonte de várias vitaminas e minerais.

• Niacina (vitamina B3): atua na produção de hormônios, melhora a ansiedade, ajuda no crescimento das crianças e protege as paredes do estômago.

• Ferro: previne anemia e aumenta o pique.

• Cálcio: favorece a contração muscular, fortalece ossos e dentes.

• Fósforo: também deixa os ossos fortes, além de melhorar a memória, a oxigenação das células e a circulação

Ajudinha:
Plaquinha – Hummm delícia!!!  ” surrupiada ” do jantar M. Gerais/Eletromec

Torta de Chocolate maravilhosa

bolo ganache 3 001

Existem diferentes tipos de coberturas e recheios para tortas, mas nenhum é tão saboroso e fácil de preparar com a ganache. Um clássico creme de chocolate que leva apenas chocolate e creme de leite fresco. Não paira a menor dúvida que o chocolate é da categoria “ tem de ser “ da melhor qualidade. O chocolate meio amargo é o mais indicado, devido ao baixo teor de açúcar e ao sabor mais forte, que não se perde quando adicionamos o creme de leite. A cremosidade pode ser controlada com mais ou menos creme de leite. O ideal é um creme mais denso para o recheio e um mais ralo para a cobertura. A torta de chocolate recheada e coberta com a ganache tem um sabor uniforme, sem conflitos, realçando gosto do alimento dos deuses. Continue a ler →

Folhado de café

folhado de café 006

No dia internacional do café, não poderia faltar um post com a bebida favorita dos brasileiros, depois da cerveja, claro!!!!

Faz tempo que o café ganhou o posto de queridinho dos mais renomados chefs que utilizam o ingrediente em receitas doces e salgadas. O desafio é grande, afinal o café tem sabor e aroma marcantes. Nas receitas doces recomendo utilizar o café solúvel que desmancha com facilidade no leite e mantém a cor original do café. Continue a ler →

Sobremesa de chocolate sem lactose

SONY DSC

Páscoa é sinônimo de chocolate.  E tem coisa mais gostosa do que chocolate? Pode ser amargo, ao leite ou branco. O chocolate amargo é saudável e atua com um alimento funcional. O chocolate ao leite derrete na boca, é cheio de açúcar e agrada ao paladar das crianças. E o branco? Que nem é chocolate, é manteiga de cacau, e mesmo assim é gostoso. Continue a ler →

Something sweet – trifle de chocolate e morangos

trifle ultimo 010

A doçura generosa do bolo de chocolate, o azedinho do morango e o auxílio luxuoso do creme de chantilly garantem o sucesso da sobremesa com jeito de “ coisa fina “, mas que é facílima de preparar.

Não resisti ao apelo dos morangos vendidos no meio da rua. O calor estava de derreter o asfalto e o menino queria livrar-se das últimas caixas. Arrematei três caixas por R$ 5,00 e ainda ganhei o sorriso lindo do menino, que sumiu, feliz da vida, correndo entre os carros.

Depois foi só dar uma passadinha rápida no supermercado, comprar um bolo pronto ( Casa Suíça ) e o creme de leite fresco. Continue a ler →

Doce de goiaba

mousse de maracuja, capeletti 047

Para comemorar o fim do famigerado horário de verão – doce de goiaba orgânica.

Este ano as goiabas do meu jardim não ficaram muito grandes, não sei se faltou chuva, se foi por causa do calor sahaariano, mas em compensação colhi uma infinidade de frutas menores. Sem nenhum exagero, alguns galhos ficaram curvados com o peso de 10, 12 goiabas. Um espetáculo da natureza. Continue a ler →

Valentine’s Day

Valentines Day

O dia 14 de fevereiro  marca a festa de São Valentim,  vinculada à comemoração do amor romântico, mas, com o tempo, a data se estendeu também à comemoração do dia do amor e da amizade.

Culturalmente, o Brasil não comemora a data, o que é uma pena!! Esta comemoração é uma oportunidade para refletir sobre o valor do amor, para recordar que há pessoas ao nosso redor que buscam e precisam ser amadas, cuidadas, escutadas, atendidas, motivadas, perdoadas.

O dia de São Valentim  – Valentine’s Day é mais uma ocasião para expressar os sentimentos, as emoções, dar uma forcinha no comércio e bom motivo para preparar comidinhas para serem degustadas a dois. Continue a ler →

Tartelette de chocolate amargo com pistache

tortinha de pistache 003

Aniversário da minha abelhinha particular merece uma receita especial – tartelette de chocolate amargo com pistache.

Primeiro vamos esclarecer esta estória de abelhinha particular. Mamãe é muito ativa, esta sempre ocupada com suas tarefas, seus bordados, suas leituras, suas comidinhas reconfortantes e ainda consegue tempo para conversar, ouvir as eternas canções de Frank Sinatra e observar a vida com seus lindos olhos verde claros. De quebra, Mariazinha adora doces, chocolates, umas balinhas, tortinhas, bolo, guloseimas variadas e coloridas. Ela não consegue resistir. Entendeu agora, por quê  o apelido de abelhinha? Continue a ler →

Doce de abóbora

doce de abóbora 019

Doce de abóbora: um gosto que traduz as melhores lembranças da infância em Aracruz. Meu pai possuía um pedaço de terra, o Acary. Tinha curral, vacas, touro – Destino de Quiçamã, galinha, pomar, horta. Tudo que uma roça deve ter.  Meu pai me ensinou a ordenhar, a cuidar das galinhas, a semear, a esperar a colheita e saborear os frutos. Herdei do meu pai esse espírito roceiro que acredita que a terra é sagrada, que a semeadura é a certeza da mesa farta, que o suor e o trabalho duro nos fortalecem.

Acredito que naquele tempo eu não pensava assim, mas hoje, saboreando o doce de abóbora do post, essas lembranças voltaram em um passe de mágica. Continue a ler →