saudável | Blog da Anette

Archive | saudável

RSS feed for this section

Purê de aipim com coxa de frango ensopadinha com quiabo

DSCN6499

Sabe do que eu mais gosto na hora de escolher uma comida? Da simplicidade. Reunir sabores delicados é uma arte que minha mãe, D. Mariazinha, que possui os olhos vedes mais lindos, domina com maestria.

O jantar foi purê de aipim com coxa de frango ensopadinha com quiabo. Tem coisa melhor depois de um dia de correria e muito stress?
A danadinha capricha na coxa de frango ensopada. Retira o osso e a carne fica parecida com umas bolinhas, bem suculentas e macias. Cebola raladinha, alho amassado e pingos de água, acrescentados durante o cozimento em fogo baixo, garantem um caldinho espesso e absolutamente restaurador das forças. Se não fosse tão gulosa ficaria extremamente satisfeita só com um prato fundo de caldinho. Continue a ler →

Delicinha de fubá

DSCN6486

Biscoito com café é uma combinação sempre bem vinda, especialmente quando o biscoito é artesanal e com jeito de comida da casa da avó.
Fazer um biscoito que desmancha na boca é um desafio dos bons. Ainda mais, quando a receita leva fubá que é um ingrediente muito seco.

Para quem não gosta de correr riscos na hora de cozinhar, vai rolar uma sugestão que garante sempre um excelente biscoitinho. Ao invés de peneirar, pesar e escolher os ingredientes, que tal utilizar a mistura pronta para bolo para fazer biscoitos. Neste momento, você deve estar com a mesma cara que eu fiquei quando li a receita em uma revista. Cara de passada, de boba, de “ como eu nunca pensei nisso antes?” Continue a ler →

Rosquinha de azeite e erva doce

DSCN6145

Existe um grupo de chefs e amantes das panelas que iniciaram um movimento em favor na utilização do azeite nas mais diferentes receitas.  Hum, seria uma novidade?  Não exatamente, afinal, o azeite é uma de gordura vegetal amplamente utilizada na gastronomia, desde que o mundo é mundo e que alguém descobriu que a prensagem do fruto da oliveira produzia um óleo aromático, saboroso e medicinal. Opa!! Medicinal nos antigamentes. Hoje, o azeite é considerado um alimento funcional. Continue a ler →

Panqueca com ganache de chocolate

DSCN5988

A panqueca é uma delicinha que sempre combina com algum momento das nossas vidinhas. Com recheio salgado, faz bonito na hora do lanche rápido, do almoço ou do jantar. Dá para comer sem acompanhamentos, mas também fica ótima fazendo companhia ao santo feijãozinho com arroz ou com uma saladinha, para os que vivem de dieta e não abrem mão de comer comida de verdade. Continue a ler →

Tapioca com banana e geleia de amoras silvestres

DSCN5757

Fique certa de um fato: a tapioca caiu no gosto de marombados, gourmets e gulosinhos de plantão. Versátil e fácil de fazer, ela tem como principal ingrediente a goma, e pode ser preparada com diferentes recheios, de forma nutritiva.

A tapioca é mais saudável que o pão, livre de glúten e ideal para garantir a saciedade. A iguaria, típica das regiões Norte e Nordeste do Brasil, vem ganhando cada vez mais espaço e tem sido a opção de muitas pessoas que querem perder peso sem abrir mão do sabor e de combinações inusitadas. Continue a ler →

Mamoul – delícia libanesa ao alcance da boca

DSCN6281

Os doces mediterrâneos – ou sírios, como são mais conhecidos no Brasil – representam uma ‘coleção’ composta por mais de 40 tipos de doces folhados, biscoitos e bolos, bastante populares na região do Mediterrâneo e do Oriente Médio.  Também chamados de ‘doces árabes’ e existem diversas versões das preparações de acordo com o país onde são originários.

O Líbano, por exemplo, é um dos países do Oriente Médio que mais contribuíram para a evolução deste tipo de doce. De fato, muitos dos doces árabes são de origem libanesa e foram difundidos pelo mundo através da imigração. Continue a ler →

Risotto de carciofi

DSCN6300

Ainda é primavera e os alimentos da estação, como a alcachofra, estão mais frescos e presentes nos mercados e cardápios.

Originária da região da Sicília , na Itália , a alcachofra tem folhas e fundo carnudos, e pode ser consumida também em conserva. Para mantê-las frescas por até três dias, anote uma dica: mergulhe os caules em água, como é feito com ramalhetes de flores. Depois de cozidas, duram até 24 horas, se conservadas em geladeira. Continue a ler →