sanduíches e lanches | Blog da Anette

Archive | sanduíches e lanches

RSS feed for this section

Tapioca com açaí

tapioca com açai 008

Uma coisa é certa, a simplicidade, a praticidade e o sabor da tapioca são fatores determinantes para você se aventurar na cozinha e preparar uma alimentação saudável e deliciosa.

A tapioca é uma expressão genuína da comida brasileira. Originária do Nordeste do país tem de origem indígena. A tapioca é feita com o polvilho ou fécula extraída da mandioca. Quando a fécula é espalhada sobre uma chapa ou frigideira quente ela fica toda grudadinha, ou coagulada com preferem os gastronômos. A partir daí ela adquire uma consistência seca, quebradiça ao mais leve toque.

Mais rápido do que preparar um macarrão instântaneo (sic). Vale a pena peneirar a fécula antes de preparar a tapioca para evitar que forme bolinhas. A frigideira não pode ser quente demais, senão as bordinhas ficam torradas e o meio fica parecido com jujuba (borrachento).

O recheio tradicional é feito com coco e queijo coalho. Confesso que já comi tapioca de tudo que é jeito. O sabor neutro aceita diversas combinações: banana, açúcar e canela, com carne moída, com doce de leite, creme de camarão. Minhoca. Não. Nada de minhocas, é só uma brincadeira com a Lara, minha priminha querida que vive reclamando que ainda não falei sobre ela no Blog. Pronto, Lara , falei. Feliz, agora?

Há bem pouco tempo a tapioca deixou de ser preparada nas casas de farinhas das comunidades rurais e ganhou lugar cativo nas cozinhas dos atletas, dos loucos por dietas e dos portadores de intolerância ao glúten. Isso, mesmo, a tapioca não contém glúten.

Duas colheres de sopa de fécula (30g, o suficiente para fazer uma porção) possuem 70 calorias, a metade de um pãozinho (que tem cerca de 135 calorias). Nada mal, hein? Saciedade garantida sem brigar com os ponteiros da balança. Claro que não dá para exagerar na espessura da tapioca e escolher recheios hiper calóricos.

Se voce pratica atividade física regularmente pode incrementar a sua tapioca com açai, frutinha que dispensa apresentação. Voce pode utilizar a polpa de açai ou o Açai Mix da Bazzar que ainda tem banana e guaraná. A calda é cremosa e com pouco açúcar. Fica uma delícia.

Tapioca

Ingredientes

Polvilho, ou fécula ou goma para tapioca – cada um chama de um jeito. Eu costumo comprar na baraca da tapioca da feirinha orgânica da Praça do Papa ( acontece na quarta-feira ), o quilo custa R4 8,00 e rende um quitungo inteiro.

Prepare assim: Aqueça a frigideira, espalhe a goma e deixe assar. Se preferir, vire coma ajuda de uma espátula para assr dos dois lados. Coloque o recheio e dobre ao meio. Coma quentinha.

tapioca com açai 007

Ajudinha:

Superfood

Sanduíche Gourmet

sand com geleia de abacaxi 013

O sanduíche é sempre uma boa opção para apetites pequenos, médios, grandes e enormes.

 A combinação pão e criatividade é a melhor receita. Basta uma rápida vasculhada na geladeira para você encontrar os ingredientes do tamanho da sua fome.

 Sou titular do time sanduíche com pão italiano. A crosta crocante envolve a massa macia e perfumada. Para incrementar capricho na escolha dos queijos e dos frios. Gosto de sanduíches arrumadinhos, que reafirmam a máxima: a primeira impressão é a que fica. Continue a ler →

Sanduíche do folião faminto

peito de peru sanduíche 1 023

 O programa do final de semana foi assistir ao desfile das Escolas de Samba de Vitória.  Quem me conhece sabe que samba no pé, confete e serpentina, não são exatamente o meu perfil, mas embarquei na brincadeira e encarrei duas noites de Sambão do Povo. Maquiagem, penteado e muito brilho – produção caprichada para brilhar nos camarotes. Continue a ler →

Sanduíche de frango

sanduiche caixinha azul 016

 Há quem acredite piamente que uma das maiores invenções da humanidade não foi a roda, o avião ou o raio laser, mas o sanduíche. Será mesmo? 

A história da gastronomia registra que o sanduiche surgiu por volta do século XVIII, quando um  certo Conde Sandwittch que não arredava o pé da mesa de carteado por nada deste mundo, muito menos da hora das refeições, pediu a um criado um prato simples, substancioso e rápido. Continue a ler →

Sanduíche natural gourmet

mousse de maracuja, capeletti 031

Vai longe o tempo que sanduíche com pão integral se resumia a duas fatias de pão seco, com gosto de saco de juta, milho verde em conserva, peito de frango desfiado emplastado de maionese caseira e uma folha de alface murcha. Esta maravilha recebia o nome de sanduíche natural e fazia alegria dos adeptos da vida saudável.

Novos tempos, novos sabores – felizmente. Pão integral com passas, com castanhas, com linhaça, girassol, multigrãos, light. Uma deliciosa variedade para você escolher e atacar. Continue a ler →

Tortinha de arroz

mousse de maracuja, capeletti 102

Um assunto que sempre pega fogo é o consumo de fast food por crianças, especialmente, no lanche da escola. Como fazer para a criança não se entupir de açúcar, de sorvetes, de biscoitos recheados e comer muita beterraba, couve, cenoura e pão integral? Isto dá panos para manga, pois é preciso muita autoconfiança para na hora do lanche comer um tomate, um pedaço de tofu e um ovo cozido enquanto todos amiguinhos se espremem na fila da cantina para comprar hambúrguer com batata frita. Tudo bem – fui radical em relação ao tomate, ao tofu e ao ovo cozido. Mas não é fácil para a criança comer diferente do restante da turminha. Uma sugestão: promover lanchinhos coletivos mais saudáveis, caprichar nas frutas e nos bolos e pães caseiros. Não necessariamente integrais. E claro, dar exemplo: se você come comida saudável o seu pimpolho também vai se sentir estimulado a comer, não é Bernardo?? Continue a ler →

Waffle com frutas

croque monseiur, waffle, macarrão com abóbora 050

Waffle é sempre bom. É sucesso garantido no café da manhã ou no chá ao final da tarde. A massa crocante com textura de quadradinhos combina com maple syrup, com leite condensado, sorvete, chantilly. Humm, até parece que você pode consumir essa montanha de calorias!!!

Fazer waffle não é difícil, mas requer uma tranqueira, especialmente a máquina para assar a massa. Resultado: quase sempre nos rendemos às massas congeladas. Algumas são de excelente qualidade, outras transformam o waffle em um pedaço de engradado de cerveja. Um horror!!! Melhor não comer.

Todos os dias, quando saímos de casa, estamos sujeitos a toda de sorte de acontecimentos. Vai que você tem um mal súbito, fica atordoado e vai parar numa ilha deserta, com uma máquina de waffle, ovos, leite e farinha de trigo. Melhor saber a receita, não? A vida de Robinson Crusoé teria sido mais fácil, se ele fosse mais sortudo.

Continue a ler →