Batatinhas com óleo de macadâmia | Blog da Anette

Batatinhas com óleo de macadâmia

DSCN5787

Esta semana a incursão foi no centro de Vitória ,na feirinha da Rua Sete que acontece todos os sábados e acaba em uma animada roda de samba. A rua Sete é um ponto histórico e cultural da minha cidade. Fica pertinho do Morro da Piedade, sede da mais tradicional escola de samba de Vitória.

Bom, quem me conhece, sabe muito bem que não tenho uma alma de sambista, mas também não consigo permanecer inócua ao repique do tamborim, a alegria do pandeiro e à arte dos passistas. Fiquei um tempão espiando.

Epa, eu fui à feira e não para o samba. Hora de voltar para os tomates, cebolas e berinjelas.

De barraca em barraca em barraca, vou garimpando os ingredientes do cardápio da semana.

Na barraca das verduras cortadinhas, sou atendida pelo feirante gato. Um sonoro – bom dia e a cordialidade de sempre, me fazem comprar mais do que preciso. O preço é convidativo – seis pacotinhos por R$ 10,00. Escolho um pacote de cada: mix de alfaces, cenoura ralada, batata baroa, abobrinha caipira, beterraba e couve. Ainda escolho cebolinha verde, ervilha torta e abóbora japonesa. Salada e sopinha da semana garantidas.

Percorro outras barracas em busca de novidades. Quase no final da feira, encontro umas batatinhas mínimas. Desculpe a redundância. Escolho as menores e misturo batata inglesa e yacon, bem redondinhas, perfeitas para uma salada.

É difícil encontrar quem não goste de batatas. Eu adoro. Grandes ou pequenas, fritas ou assadas. Cozidas em água e sal e besuntadas com manteiga ou azeite. Acompanham carnes variadas. Ficam irresistíveis com queijo derretido ou com a capixabíssima puína. Um queijinho, que na verdade, não é um queijo e sim de um sub produto da fabricação de queijo, o soro. É de origem italiana com baixo teor de gordura e alto valor proteico. Uma delícia.

Comprei algumas flores e voltei para casa correndo para preparar as minhas batatinhas.

Decide cozinhar as batatinhas com casca. Caprichei na limpeza. Deixei demolho em água por 30 minutos. Esfreguei a casca com uma bucha vegetal para tirar restinhos de terra e coloquei para cozinhar. Escorri, temperei com sal, acrescentei cebolinha verde e pimentão vermelho ( passei no azeite rapidamente). Finalizei com folhinhas de sálvia e óleo de macadâmia Pazze.

Se você ainda não experimentou o óleo de macadâmia, não sabe o que esta perdendo. É um dos óleos mais usados pelos chefes de cozinha devido ao seu delicioso sabor. Possui grande quantidade de ácidos graxos insaturados, principalmente ômega 7 e 9. Tem uma vida útil muito longa devido à presença de antioxidantes naturais.

Almoço de sábado, absolutamente maravilhoso. Comidinha saudável, companhia agradável da D. Mariazinha que aceitou uma taça de vinho. Brindamos à vida e depois de comer, fui direto para a cama, afinal, eu mereço, não é?

DSCN5791
Prato lindo da Cerâmica Salvador de Friburgo

Tags: , , , , ,

2 Comentários to “Batatinhas com óleo de macadâmia”

  1. Ô minha querida, não precisa nem dizer que você (nós) não tem alma de sambista… O “replique” ao invés de “repique” não deixa dúvidas! Kkk …

Deixe uma resposta